19 de abril de 2013

A Carne de Elza Soares



Um dia desses, voltando para casa, acabei sintonizando uma rádio que me pareceu ainda estar em  testes - Rádio Brasil Atual . Eles tocavam  Elza Soares. Fica aqui minha homenagem ...




13 de abril de 2013

Como seria a vida evoluída em outros planetas do Sistema Solar


Como imaginado em 1940!

Desde que nos demos conta de que vivemos em um planeta que orbita uma estrela comum e que essa estrela é só uma entre bilhões de outras estrelas na nossa galáxia e que a nossa própria galáxia é só mais uma entre bilhões e bilhões de outras galáxias, imaginamos como a vida teria se desenvolvido em outros planetas. Em 1940, quando a ciência astronômica e nossos telescópios eram bem menos desenvolvidos, o ilustrador Frank Rudolph Paul à luz das ideias de escritores de ficção científica como Ray Bradbury, Forrest Ackerman e Arthur Clarke, deu asas à sua imaginação para "bolar" como seriam os seres viventes de outros planetas e luas do nosso próprio Sistema Solar. Seriam ameaçadores ou pacíficos?  Robôs ou criaturas orgânicas? Evoluídos ou primitivos? Como seria o seu meio ambiente nativo e como o homem reagiria ao encontrar tais seres? Através da sua vibrante e colorida arte, Frank R. Paul tentou responder à algumas destas questões. Tomei a liberdade de adicionar alguns comentários de minha parte mostrando qual o real cenário destes mundos segundo os nossos conhecimentos atuais, contrastando com as ideias do autor das ilustrações. Então aperte os cintos e vamos viajar ao Sistema Solar mais fecundo e diversificado do universo, o Sistema Solar de Frank Rudolph Paul!





Vida em Io (Lua de Júpiter): Teoricamente, criaturas como esta poderiam habitar este satélite. Io tem um diâmetro de 3.618 metros e uma rarefeita, mas respirável atmosfera.


Vida em Urano: O habitante de Urano vive em um ambiente rigoroso de fato. Tem de se confrontar com uma gravidade incrivelmente forte, uma atmosfera densa, gases venenosos e grandes tempestades.


Vida em Júpiter: Os habitantes de Júpiter tem de ser grandes e tremendamente fortes para suportar a enorme gravidade deste planeta gigante. Eles provavelmente teriam um jeito desengonçado de locomoção, já que devido à enorme gravidade, se manter de pé com pernas longas seria impossível. Um terráqueo necessitaria de um trator para se locomover por lá.


Vida em Saturno: A vida em saturno evoluiria tal como insetos. Com corpos leves, tais como aranhas se locomovendo por pântanos com uma superfície instável.



Vida em Mercúrio: Mercúrio fica perigosamente próximo do Sol. É um planeta terrivelmente quente. A vida, segundo a ciência, poderia existir sob a forma de insetos.


Vida em Netuno: O homem de Netuno viveria em um mundo de extrema densidade e forçado a lutar contra um meio ambiente cruel. Tremenda gravidade, superfície instável provavelmente líquida com algumas porções de terra e uma atmosfera incrivelmente densa.


O homem de Vênus: A concepção científica da vida em nosso vizinho mais próximo. A ciência diz que Vênus é o planeta irmão da Terra e formas humanas de vida são mais prováveis de existir por lá do que em qualquer outro planeta.


Vida em Plutão: Este mundo é frio e em eterna penumbra e seria provavelmente habitado por humanoides-morcego com uma pele extremamente protetora contra o frio.


O Homem de Marte: Aterrissando de nossa nave espacial como nossas roupas pressurizadas nós saudaríamos o homem marciano que se aproxima. Ele é um homem realmente estranho, que evoluiu muito diferente de nós porque Marte é um planeta com cerca de metade do Tamanho da Terra, com menos gravidade, uma atmosfera rarefeita e extremos de frio e calor. Ele tem grandes orelhas para escutar os sons enfraquecidos pela atmosfera pouco densa e se comunicaria com os seus por telepatia usando suas antenas. Ele seria alto, andando com pés em forma de ventosa que o ajudariam a permanecer no chão. Ele teria pulmões super desenvolvidos, corpo leve, olhos e nariz retráteis para protegê-los do frio, seu corpo seria protegido por roupas especiais e sua pele proveria proteção adicional contra o frio. Como as criaturas mais avançadas do Sistema Solar, carregariam junto a si um rifle atômico, resultado de grande conhecimento científico.